Vendas por chat
Vendas por WhatsApp
slideslideslideslideslideslide

A inserção da tecnologia em sala de aula

Por quase dois anos, os estudantes se depararam com uma nova realidade: o ensino à distância. Com a volta das aulas presenciais, todos os conhecimentos adquiridos neste período devem continuar incorporados como ferramenta para o aprendizado. A sala de aula vive hoje uma nova fase com a chegada de recursos tecnológicos que vão muito além do laboratório de informática ou da projeção de slides. Em tempos de conexão permanente e instantânea, é necessário preparar o aluno para os desafios do futuro ao educa-los para atuar no mundo digital. Aprender e ensinar sobre o uso adequado da tecnologia na sala de aula é fundamental.

Para atender às necessidades do ensino no século XXI, uma instituição necessita planejar e avaliar como as ferramentas digitais podem ser úteis não apenas na retenção dos estudantes, mas também para torná-los atores ativos na geração do conhecimento. Assim como a evolução dos equipamentos, as escolas e universidades também buscam constantemente recursos tecnológicos para criar um ambiente mais dinâmico para os alunos e professores. Entre as maneiras de proporcionar um ambiente mais atrativo está a inclusão da tecnologia em sala de aula.

Existem muitas formas de inserir a tecnologia em sala de aula como, por exemplo, a adoção de ambientes virtuais, ferramentas de comunicação e equipamentos como lousa digital, computadores e até mesmo celulares. Estudos já apontam que a inovação tecnológica inserida de forma contextualizada e alinhada com as expectativas dos estudantes e educadores pode ter benefícios importantes no desenvolvimento educacional.

Ultimamente, há muitos discursos sobre a importância de se utilizar recursos audiovisuais em sala de aula, pois os alunos estão em busca da internet, do vídeo game, do streaming, dos jogos em rede quando estão de fora da mesma. Logo, as crianças e jovens estão habituados em um contexto em que a tecnologia está sempre presente e o professor que não se adaptar, ficará para trás. A consequência disso pode ser uma sala desmotivada e indisciplinada.

A adoção da tecnologia em sala de aula pode enriquecer o ensino de diversas formas. Primeiro, ao usar outros formatos de conteúdo: o modelo tradicional de educação costuma usar mais a linguagem textual e a transmissão oral para difundir o conhecimento. No entanto, algumas pessoas aprendem melhor com estilos variados de estímulos. Os recursos tecnológicos aproveitam recursos como o audiovisual, infográficos e outros materiais para criar uma experiência mais personalizada de aprendizagem.

O uso desses formatos também ajuda a aumentar o engajamento dos estudantes nas atividades. A tecnologia, como vimos, já faz parte do cotidiano das pessoas e ignorá-la na sala de aula significa formar um abismo entre o ensino e a realidade dos alunos. Fortalecer a motivação na aprendizagem é uma maneira de combater a evasão escolar e o desinteresse no conhecimento.

Além disso, as ferramentas tecnológicas costumam estimular uma postura mais ativa de aprendizagem. Não basta ficar escutando o professor/instrutor por horas, é preciso interagir com os materiais e até mesmo construir o seu próprio caminho para o conhecimento.

Isso tudo não significa que os avanços tecnológicos irão substituir o professor/instrutor: pelo contrário, a tecnologia em sala de aula vem facilitar o seu trabalho e ajudá-lo a engajar os estudantes nas atividades e a fortalecer o seu aprendizado.

Mas para isso é preciso conhecer os recursos tecnológicos disponíveis – suas possibilidades, vantagens e lacunas – além de planejar as ações, para não acabar investindo em metodologias que não irão suprir as necessidades dos estudantes, ou pior, não os engajar nas aulas.

Lidar com a tecnologia de uma forma saudável é um passo importante na formação social e profissional dos estudantes. Logo o investimento nessa integração entre “tecnologia + sala de aula” é um ponto crucial para aqueles que buscam se destacar em seus mercados.

Existem várias formas de se adotar a tecnologia em sala de aula – para as mais diversas idades e contextos de aprendizado. Confira 3 ferramentas que vão te ajudar a tornar mais rica a experiência de aprendizagem.

 

E-Books

Com o livro digital os alunos podem acessar os conteúdos educacionais a qualquer hora e local – no ônibus, na fila ou no intervalo – sem se preocupar em danificar o patrimônio da escola ou carregar materiais pesados por um longo período de tempo.

Além de serem acessíveis no ponto de vista físico, o formato dos livros online é mais barato do que o dos impressos, reduzindo os custos aos estudantes e instituições de ensino, além de possibilitar alocar melhor o orçamento disponível.

Tanto os livros didáticos, como técnicos e literários podem ser adotados no formato e-book, estimulando a leitura de conteúdos variados pelos alunos.

 

Mhund EAD

O Mhund EAD é uma plataforma de gerenciamento de ensino a distância completa. Com ela é possível criar, personalizar, organizar e fazer a gestão de cursos e atividades online – tudo usando o mesmo software.

Esse sistema torna o uso do EAD ainda mais eficiente, ao dar mais autonomia para as instituições ou pessoas que contratam o serviço, facilitando a sua vida por ofertar todas as ferramentas necessárias para uma boa gestão das aulas.

Ele permite assim um ensino mais personalizado às necessidades dos estudantes e de quem adquiriu o sistema, melhorando o engajamento e reduzindo os custos com outros softwares complementares.

 

Gamificação

Aliando elementos de jogos a contextos que não se resumem a apenas entretenimento, a Gamificação é outra inovação que está ganhando espaço em diversas áreas – desde empresas, organizações de saúde a instituições de ensino.

Ao adotar recursos como storytelling, pontuações e recompensas nos processos de aprendizagem, aulas tradicionais como matemática, geografia e história ficam mais engajadoras e divertidas. A gamificação cria uma experiência dinâmica, imersiva e ativa de educação para motivar os estudantes a se dedicarem cada vez mais ao aprendizado e, desta forma, alcançarem melhores resultados.

Outra vantagem de se adotar essa estratégia é que as plataformas gamificadas como o Kahoot, Minecraft for Education e outros costumam oferecer relatórios detalhados do desempenho dos estudantes nas atividades. Isso ajuda os professores e equipe pedagógica a identificarem com maior facilidade e agilidade quais conhecimentos não foram bem assimilados, os saberes adquiridos e quais aulas precisarão ser reforçadas – melhorando constantemente o processo educacional.

Tecnologia do Google TradutorTradutor