EDUCAÇÃO E ACESSIBILIDADE: Como a tecnologia pode ajudar a tornar a sala de aula mais inclusiva - SAEINFO | Soluções em tecnologia para o setor educacional
Vendas por chat
Vendas por WhatsApp

EDUCAÇÃO E ACESSIBILIDADE: Como a tecnologia pode ajudar a tornar a sala de aula mais inclusiva

 

 

 

EDUCAÇÃO E ACESSIBILIDADE:

Como a tecnologia pode ajudar a tornar a sala de aula mais inclusiva

Apesar de a inclusão social e a cidadania serem direitos garantidos na Constituição Federal desde 1988, as mudanças culturais em uma perspectiva inclusiva ainda estão ocorrendo lentamente na sociedade e dentro das escolas.

Nas últimas décadas, o assunto vem ganhando cada vez mais fôlego com debates sociais, impulsionando políticas públicas e o desenvolvimento de tecnologias digitais aplicadas à educação.

Podemos chamar de inclusão a garantia de acesso, permanência e aprendizado de todos e todas nas escolas. Ou seja, uma escola inclusiva é aquela em que todas as pessoas se sentem parte do espaço, se sentem confortáveis ao frequentar o ambiente, independentemente de cor, gênero, biotipo ou necessidades específicas, entre outros pontos, e onde todas as pessoas têm condições para aprender.

Para uma escola ser inclusiva, portanto, há a necessidade de garantir espaço físico, estrutura, metodologias e estratégias pedagógicas adequadas, currículo bem estruturado, recursos, organização, apoios escolares, além de outros elementos.

Diante dessa amplitude, neste artigo falaremos sobre o modo como recursos tecnológicos podem promover e potencializar a inclusão das pessoas com deficiência (PcD), transtorno de desenvolvimento ou altas habilidades.

 

A tecnologia tem o potencial de revolucionar a educação para pessoas com deficiência. Ao fornecer acesso a recursos e oportunidades que não estavam disponíveis antes, a tecnologia pode ajudar a garantir que todos os alunos tenham a chance de aprender e crescer.

Existem muitas maneiras de usar a tecnologia para apoiar a inclusão de pessoas com deficiência em sala de aula. Aqui estão alguns exemplos:

  • Tecnologias assistivas: As tecnologias assistivas são ferramentas que podem ajudar pessoas com deficiência a realizar tarefas que seriam difíceis ou impossíveis sem elas. Por exemplo, os softwares de leitura em voz alta podem ajudar pessoas com deficiência visual a ler textos, e os softwares de reconhecimento de fala podem ajudar pessoas com deficiência auditiva a se comunicar.
  • Ambientes virtuais de aprendizagem: Os ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) são plataformas online que permitem aos alunos acessar conteúdos, materiais e atividades de aprendizagem de forma independente. Os AVAs podem ser uma ótima ferramenta para pessoas com deficiência, pois podem fornecer um ambiente de aprendizagem personalizado e adaptado às suas necessidades individuais.
  • Tecnologias de comunicação: As tecnologias de comunicação podem ajudar pessoas com deficiência a se comunicar com seus colegas e professores. Por exemplo, os softwares de reconhecimento de fala podem permitir que pessoas com deficiência auditiva escrevam suas respostas, e os softwares de tradução em tempo real podem ajudar pessoas com deficiência de fala a se comunicar com pessoas que não entendem sua língua


 

Como um software de gestão educacional que oferece um ambiente virtual de aprendizagem facilita essa mudança dentro da escola

Um software de gestão educacional (SGEs) que oferece um ambiente virtual de aprendizagem (AVA) pode facilitar a inclusão de pessoas com deficiência de várias maneiras. Primeiro, um AVA pode fornecer um ambiente de aprendizagem personalizado e adaptado às necessidades individuais de cada aluno. Isso pode ser feito, por exemplo, oferecendo diferentes formatos de conteúdo, como texto, vídeo, áudio e imagens, e permitindo que os alunos ajustem a velocidade, o tamanho da fonte e outras configurações de acordo com suas preferências. Segundo, um AVA pode ajudar a promover a comunicação entre alunos, professores e pais. Isso pode ser feito, por exemplo, disponibilizando fóruns de discussão, chats e e-mail. Terceiro, um AVA pode ajudar a gerenciar a aprendizagem de alunos com deficiência. Isso pode ser feito, por exemplo, fornecendo relatórios de progresso, criando planos de educação individualizados e monitorando o desempenho dos alunos.

Ao fornecer um ambiente de aprendizagem personalizado, promover a comunicação e gerenciar a aprendizagem, um AVA pode facilitar a inclusão de pessoas com deficiência em sala de aula. Isso pode ajudar a garantir que todos os alunos tenham a chance de aprender e crescer, independentemente de suas deficiências.

Aqui estão alguns exemplos de como um AVA pode ser usado para apoiar a inclusão de pessoas com deficiência em sala de aula:

  • Um aluno com deficiência visual pode usar um AVA para acessar conteúdo em formato de texto, áudio ou braille.
  • Um aluno com deficiência auditiva pode usar um AVA para assistir a vídeos com legendas ou tradução em tempo real.
  • Um aluno com deficiência motora pode usar um AVA para controlar o computador com o uso de um teclado ou mouse adaptado.
  • Um aluno com deficiência cognitiva pode usar um AVA para aprender em seu próprio ritmo e receber feedback personalizado.

Os AVAs são uma ferramenta poderosa que pode ajudar a promover a inclusão de pessoas com deficiência em sala de aula. Ao fornecer um ambiente de aprendizagem personalizado, promover a comunicação e gerenciar a aprendizagem, os AVAs podem ajudar a garantir que todos os alunos tenham a chance de aprender e crescer, independentemente de suas deficiências.

POR QUE ESCOLHER A NOSSA EMPRESA?

Como o Mhund e Mhund EAD podem te ajudar a alcançar essa realidade?

 

100% online
Elimine a necessidade de baixar vários programas e aplicativos e tenha acesso de qualquer lugar.

Suporte técnico
Conte com uma equipe qualificada para te ajudar desde a implantação até dificuldades rotineiras.

Segurança e privacidade
Ofereça aos pais e alunos um sistema intuitivo e seguro, com tratamento de dados totalmente adequados à LGPD.

Qualidade comprovada
Confia nas experiências bem sucedidas de mais de 800 instituições no Brasil e no Japão.

Sempre há algo novo para implementar na educação, tornando o processo de ensino e aprendizagem mais eficaz. Isso não quer dizer que métodos antigos como jogos educativos e atividades lúdicas vão entrar em desuso, mas que serão utilizados juntamente com os novos programas.

Basicamente, incluir tecnologia em sala de aula torna o ensino, principalmente de alunos especiais, mais efetivo. Esses recursos colaboram para que a educação seja mais inclusiva.